Ações da Magazine Luiza sobem após divulgação do 1º trimestre

Luiza Heleno
Luiza Heleno

A Magazine Luiza (MGLU3) publicou os resultados do 1º trimestre de 2020 e surpreendeu com resultados de aumento de 72% nas vendas no e-comerce.

Em comparação com o e-comerce do ano passado a Magazine Luiza está decolando em vendas. A empresa, mesmo apresentando prejuízo este ano, devido à pandemia de coronavírus, está se reinventando e se posicionando no mercado de vendas pela internet. As ações da empresa apresentavam hoje (26/05/2020) às 12:41 alta de 11%.

"O crescimento das vendas e o resultado positivo do e-commerce contribuíram novamente para o Ebitda. Entretanto, a perda de vendas decorrente do fechamento temporário das lojas físicas e o aumento das despesas em relação à receita líquida influenciaram a margem Ebitda ajustada, que passou de 8,9% no ano passado para 5,2%", informou a empresa.

Estratégias atuais

A empresa, que tem como acostume acumular lucros a cada balanço publicado, apresentou um prejuízo líquido ajustado de R$ 8 milhões. E decidiu não distribuir os R$ 290 milhões adicionais para destinar o valor para a reserva de reforço de capital de giro. A varejista deixou claro que o valor entregue aos acionistas em 2019, de R$ 170 milhões, corresponde a 19,35% do resultado total e está acima do mínimo estabelecido de 15%.

Sobre o Autor:
SEU_NOME Jovem escritor, apaixonado por leitura. "Se um assunto é de meu interesse, pode apostar que vou até o fim para descobrir mais sobre ele." Prazer, Wesder Siqueira.