Brasil apoia proposta de investigação da OMS

Assim como outros 60 países, Brasil assina proposta que vai investigar a OMS (Organização Mundial da Saúde).

A OMS tem recebido duras críticas de diversos países quanto a sua atuação. A pandemia do coronavírus pode ter deixado mais claro que a organização precisa de uma revisão o quanto antes. Países como Estados Unidos (EUA) e China também apoiam a decisão de uma investigação da organização. O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, vem tentando amenizar as críticas disse recentemente:

"Assim que possível, vamos começar uma avaliação independente e fazer recomendações para melhorar respostas nacionais e internacionais" - e afirmou - "Estamos dispostos a ser transparentes".

As respostas tardias da organização podem ter sido um dos fatores que fizeram com que países passassem pela crise com tanta dificuldade no inicio da pandemia, porém Tedros reafirma que lançou alertas logo no inicio do problema. Para o diretor-geral da OMS ter uma nova OMS não é uma resposta correta para o que estamos enfrentando atualmente.

"A pandemia está nos perguntando: que mundo queremos? e que OMS queremos?". "O mundo não precisa de outra organização, mas fortalecer a OMS"

Brasil está preparado para o debate?

O debate que vai falar dos problemas da OMS vai acontecer em breve, mas em um debate tão importante quanto esse, o Brasil pode não estar preparado. Com a recente saída do ministro da Saúde Nelson Teich, Eduardo Pazuello, que assumiu recentemente, tem uma responsabilidade enorme. Pazuello precisa representar o país e deixar claro os pontos e os problemas na visão do Brasil quanto a OMS, mas vale ressaltar que o próprio Pazuello afirmou ser "leigo" em questões médicas.

Sobre o Autor:
SEU_NOME Jovem escritor, apaixonado por leitura. "Se um assunto é de meu interesse, pode apostar que vou até o fim para descobrir mais sobre ele." Prazer, Wesder Siqueira.